Anastasia Steele é a protagonista da série de livros Cinquenta Tons de Cinza, de E.L. James. Ela é uma jovem ingênua e tímida que se apaixona pelo misterioso empresário Christian Grey. Apesar de Anastasia ser mais conhecida por suas aventuras amorosas com Grey, ela também é uma ávida leitora e seu livro favorito é Tess dos d'Urbervilles de Thomas Hardy.

Tess dos d'Urbervilles é um romance clássico publicado em 1891, que conta a história da jovem camponesa Tess Durbeyfield que é seduzida pelo aristocrata Alec d'Urberville. Depois de engravidar e dar à luz um filho que morre pouco tempo depois, Tess se casa com Angel Clare, um jovem gentil e idealista. Quando Angel descobre o passado de Tess, ele a abandona e a vida dela se desfaz em tragédia.

O livro de Thomas Hardy é um retrato desolador da sociedade britânica do século XIX, que explora temas como a classe social, o feminismo e a hipocrisia. A escolha de Anastasia por este livro pode ser entendida como uma tentativa de se conectar com um mundo mais sutil e profundo do que aquele que ela está adentrando ao se relacionar com Christian Grey. Tess dos d'Urbervilles é um livro que desafia as normas sociais e revela a brutalidade e a beleza da condição humana.

Além disso, a escolha de Anastasia pode ser vista como um reflexo de sua própria personalidade. Ela é uma personagem complexa e multifacetada, que muitas vezes luta com seu próprio senso de identidade. Seu amor por Tess dos d'Urbervilles pode ser interpretado como um desejo de explorar as suas próprias emoções reprimidas e de encontrar um senso de equilíbrio e entendimento.

Em resumo, o livro favorito de Anastasia Steele, Tess dos d'Urbervilles, é uma escolha reveladora que nos ajuda a compreender melhor essa personagem fascinante. Ao abraçar um clássico desafiador e profundo, Anastasia nos mostra que ela está disposta a se arriscar e a explorar os pontos mais profundos da experiência humana. É uma lição valiosa para todos nós.